11.7.07





Rádio Mocidade, emissora do Liceu Salazar em Lourenço Marques , pode ser considerada como uma experiência pedagógica bem sucedida dos anos 60/70 antecipando, em uma dezena de anos ,a ideia de abertura da Escola ao meio onde está inserida. Para além de ocupação dos tempos livres dos alunos do Liceu, a R.M. abriu-se a outras populações escolares,incluindo a universitária e pós-laboral, bem como a toda a população em geral . Será a história desta emissora que me proponho contar: as dificuldades do arranque ; a falta de meios materiais e pecuniários ; a descrença no projecto por parte de " velhos do Restelo"; a vontade dos jovens ; o êxito e o sonho que não se pôde concretizar . Tudo o que afirmarmos será comprovado por fotografias e pela transcrição de notícias da imprensa da época ,devidamente identificada. É assim um comprido "site" que não se tornará compacto devido ás inúmeras fotografias que intercalam o texto e que foram obtidas pela amabilidade de particulares. Terminaremos com uma referência a um almoço que ocorreu 34 anos depois da emissora encerrar e que juntou , em Lisboa,alguns dos jovens, agora de cabelos brancos e talvez avós.

5 comentários:

A.ROQUE disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Vidal Castro disse...

Radio Mocidade,
Como o mundo é pequeno,uma radio que eu houvia tanta vêz,e agora sem querer,acabei por conhecer,por fotografia o seu exelentissimo fundador,Sr.Dr.Joaquim Nogueira,e graças ao Dr.e Amigo Joâo Guilheme,Felicitaçôes pelo seu extraordinario trabalho,Sr Dr.Joaquim Nogueira.
Um abraço de amizade, de um Macua, Moçambicano também.

Vidal Castro

Joaquim Nogueira disse...

Sr. Vidal Castro : muito obrigado pelas suas palavras e elogios que eu endosso aos "jovens" da RM, pois eu quase me limitei a abrir as portas para que eles mostrassem o que valiam, ou melhor, o que era a juventude moçambicana dos anos 60/70

Dyas disse...

Eu gosto muito seu blog na história da estação de rádio! Eu vou manter. Saludos. Tenho amigos em Moçambique.